Pãezinhos de Batata Doce, Trigo Sarraceno e Alfarroba

Quem me costuma ler sabe que sou apologista de uma alimentação variada. Variar os alimentos que ingerimos permite não só que a alimentação se torne menos monótona (comer é um prazer, certo?) como também nos ajuda a conseguir mais facilmente todos os nutrientes de que necessitamos e de uma forma mais saudável.

O consumo de cereais não costuma ser muito diversificado, infelizmente. Hoje em dia usa-se e abusa-se do trigo e mesmo quem tem intolerência ou alergia ao glúten ingere arroz branco e milho em demasia. Há todo um mundo de alternativas bem mais saudáveis e nutricionalmente mais interessantes. E, a meu ver, bem mais saborosas. Quinoa, millet, aveia, espelta, trigo sarraceno, são alguns exemplos.

A minha paixão mais recente é o trigo sarraceno. É um hidrato de carbono fantástico, já falei dele aqui. É um ótimo substituto do arroz integral e em termos nutricionais é até superior à quinoa, que ultimamente tem ganho muitos adeptos. É rico em proteína, fibra, aminoácidos essenciais (tem todos), antioxidantes, vitaminas e minerais (destaco o ferro e o magnésio). Ao contrário do que possa parecer pelo nome, é um cereal sem glúten (nada tem a ver com o trigo!), de excelente digestão e baixo índice glicémico (liberta energia de forma lenta e gradual).

A farinha de trigo sarraceno é das minhas preferidas para fazer pão, bolos, panquecas ou bolachas. Uso-a muito em conjunto com farinha de arroz integral. Gosto muito também de fazer trigo sarraceno ativado (demolhado+desidratado), que coloco nas minhas papas para dar um toque crocante, mas sobre esta técnica poderei falar num outro post. Como acompanhamento uso normalmente o trigo sarraceno para fazer risotos, em substituição do arroz.

Hoje deixo-vos uma maravilhosa ideia para dar utilidade ao trigo sarraceno:  Pãezinho de Batata Doce, Trigo Sarraceno e Alfarroba. Que vos parece? A receita é da querida Joana do Just Natural Please e eu, sendo uma grande apreciadora destes 3 ingredientes, quando a vi não pude deixar de experimentar. Mesmo bons… Fofinhos, saborosos, sentimos os pedacinhos de batata doce em cada dentada. Torrados e barrados com manteiga de amêndoa são divinais. Vamos então à receita?

Continue reading

Pão de Beterraba e Trigo Sarraceno

O pão é daqueles alimentos que não consigo dispensar (será pela minha costela alentejana?). Dá-me conforto, saciedade, faz-me sentir bem… Atualmente só como pão caseiro, visto que a maioria dos pães comprados não são de todo saudáveis. Já não falando nos aditivos alimentares que contêm, normalmente têm sal a mais e têm essencialmente farinha de trigo refinada na sua composição. Sem nos apercebermos acabamos por abusar do trigo, que é de longe a farinha menos nutritiva e que o organismo tem mais dificuldade em digerir. Para além disso a farinha de trigo tem sido alvo de grandes alterações genéticas e também por esta razão é de evitar o seu consumo excessivo. Não é à toa que há cada vez mais pessoas com alergia ou intolerância não só ao glúten como à farinha de trigo em particular.

Eu tenho optado por experimentar pães mais densos, usando farinhas sem glúten, muitas vezes sem necessidade de levedar. Este pão de beterraba foi mais uma dessas experiências, aproveitando as beterrabas em excesso que tinha no frigorífico. Ficou com uma cor linda e com um sabor agradável, sobretudo para quem gosta de beterraba (que é o meu caso). Fica ótimo torrado e acompanhado com pasta de abacate ou paté de coentros. Não podia ser mais saudável…

Os miúdos adoraram a cor do pão mas não ficaram adeptos. Beterraba não é com eles! 🙂

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Pão de Arroz e Trigo Sarraceno (Sem Glúten)

E eis que, como que por magia, 2015 está quase a acabar…

Nesta altura dou por mim a rever o ano que passou, as coisas que correram bem e as que podiam ter corrido melhor. Mas, mais importante ainda, estabeleço projetos para o ano que se avizinha. Eu sonho muito, tenho sempre imensas coisas que gostava de fazer, imensas coisas que gostava de melhorar em mim. Este ano vou escrevâ-las num caderninho… Escrever as coisas faz parecê-las mais possíveis, mais reais, dá-nos coragem para não desistir. Não querem seguir-me o exemplo?

Que o vosso ano de 2016 seja o melhor de sempre! Sorriam, abracem, agradeçam, pensem positivo, corram atrás dos vosso sonhos. E sejam muito felizes!

Hoje não podia deixar de publicar esta receita, que foi para mim uma grande conquista de 2015. Fazer um pão sem glúten comestível e já agora saboroso era um desafio pessoal. Não sou intolerante ao glúten mas, como já aqui disse, sinto que sou bastante sensível a esta proteína, sinto-me muito melhor se não abusar de pães, bolachas ou massas com glúten. As massas vou variando entre as de trigo integral, as de espelta e as de milho. Em relação às bolachas, faço muitas receitas sem glúten e saem bastante bem. Mas o pão estava a dar-me luta… E o pão é aquele alimento que eu adoro!

Depois de muitas tentativas falhadas posso dizer que CONSEGUI!!!! Fiquei tão feliz… Inspirei-me nesta receita da Sofia e o pão saiu muito melhor do que alguma vez podia imaginar. Não é um pão alto, fofinho, como os pães com glúten, mas é muito saboroso. A codea é crocante e as sementes no interior tornam-no ainda mais nutritivo. Lembrei-me de usar o trigo sarraceno que tinha na despensa e resultou bastante bem.

Já agora, para quem não saiba, o trigo sarraceno é um cereal isento de glúten (apesar de ter trigo no nome), sendo uma boa opção para pessoas que possuam sensibilidade ao glúten ou doença celíaca. É uma excelente fonte de proteínas de fácil digestão.Tem baixo índice glicémico (mantém os níveis de açúcar no sangue mais baixos do que o arroz ou o trigo) e é uma poderosa fonte de energia. Ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, possui propriedades anti-inflamatórias e contribui para manter um baixo nível de colesterol, entre outros benefícios.

Pode ser consumido em grão, cozido como o arroz, ou em farinha nos pães e em bolos.

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Continue reading