Salada de Couve Kale Massajada

Vou confessar uma coisa, sempre gostei de mexer nos alimentos com as mãos enquanto estou a cozinhar. Sinto que ao tocar diretamente nos alimentos lhes passo a minha energia e os torno, de certa forma, num bocadinho de mim. E acredito que esta energia é sentida por quem depois come o que preparei. Acho que a comida até vai “cair” melhor… 🙂

Ora quando aprendi esta técnica culinária no meu curso não podia ter ficado mais contente. Massajar os alimentos, que vos parece? Passei a aplicá-la muitas vezes com as couves, para fazer saladas como esta que vos trago hoje. Para além do benefício ligeiramente esotérico que referi em cima (que podem acreditar ou não), massajar uma couve tem também a vantagem de torná–la mais macia, menos fibrosa e mais facilmente digerível. E, a meu ver, bem mais saborosa… Sem cozinhar, a couve murcha, fica com uma textura mais suave mas com um sabor mais vivo. As minhas couves preferidas para aplicar esta “massagem” são a kale e a roxa.

Sabiam que a couve kale é um alimento maravilhoso? Rica em ferro (mais do que a carne), em cálcio (mais do que o leite) e em vitaminas A, C e K, a couve kale é um alimento com uma elevada densidade nutricional e que ajuda a fortalecer os ossos, estimular o sistema imunitário e equilibrar o sistema nervoso.Para além disso, tem ação antioxidante, anti-inflamatória e desintoxicante. O seu sabor não é tão acentuado como o da maioria das couves, pelo que é uma boa opção para quem não é muito adepto destes legumes. Pode ser consumida em saladas mas também em sumos, sob a forma de chips (mais uma perdição recente minha que vos tenho de contar num outro post!), salteada ou usada na sopa.

Hoje em dia já podem encontrar facilmente couve kale nos mercados biológicos, no Celeiro e até em muitos supermercados.

Podem fazer esta salada de kale massajada juntando os legumes que mais gostarem, fica sempre muito boa. Uma opção bem agradável e fresquinha para estes dias quentes…

Continue reading

Curgete Espiralada com Molho de Couve

Espiralizar vegetais, que ideia fantástica! Desde que descobri esta técnica que não descansei enquanto não comprei um espiralizador. E o que faz este utensílio? Basicamente transforma os vegetais numa espécie de esparguete. Podem ser curgetes, cenouras, beterrabas… Mais uma opção muito saudável para acompanhar as refeições.

Não posso dizer que a experiência tenha sido um sucesso, custou muito a fazer o espaguete e a forma não ficou tão bonita como já vi noutros blogues. Das duas uma, ou espiralizador que comprei não é grande coisa ou a cozinheira não tem jeito nenhum. Partindo do princípio que a primeira hipótese é a verdadeira, acho que vou investir num espiralizador de melhor qualidade.

Claro que, sem um molho para dar um sabor especial, este prato não tinha piada nenhuma! 🙂
Experimentei um molho cru de acelgas, caju e alho, que tem tudo de bom. Para além de muito vivo e saboroso, este molho beneficia do poder mágico do alho. Sabiam que o alho é um poderoso antioxidante com ação anti-bacteriana, antifúngica e antiviral? O alho tem a capacidade de lutar contra vírus, tratar gripes, infeções respiratórias, fúngicas e problemas digestivos. Mas tudo isto se for consumido cru, uma vez que o ingrediente ativo do alho responsável pelas suas propriedades medicinais perde potência quando aquecido.

Processed with VSCO

E agora a receita… Experimentem!

Continue reading

Feijoada de Cogumelos com Chouriço de Tofu

De vez em quando lá vem a vontade de comer uma boa feijoada… É um prato reconfortante, quente, que a mim me faz sentir bem. Esta ficou fantástica, muito saborosa, toda a gente apreciou cá por casa.

Nunca tinha experimentado fazer a feijoada com chouriço de tofu mas resolvi comprar e resultou muito bem pois deu um sabor apurado e cremosidade ao molho.

Mais uma ideia perfeita para aderirem amanhã ao Movimento 2as sem carne. 🙂

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Salada Morna de Batata Doce, Abóbora, Grão e Couve

Normalmente decido o que vou fazer de refeição consoante o que tenho em casa, com as ideias que vou tirando de outros blogs ou livros de receitas. Tinha visto uma receita de abóbora hokaido assada no forno e tinha lá em casa a dita abóbora há algum tempo. E porque não juntar a maravilhosa batata doce? Tinha também uns restos de couve portuguesa (a melhor do mundo, do meu quintal) , à qual juntei grão que combina sempre bem com tudo. E pronto, refeição escolhida! Fácil de fazer, ficou um prato muito simples mas muito saboroso.

IMG_20150825_201710

Continue reading

Migas de Feijão e Couve

Hoje olhei para umas sobras de couve portuguesa que já andavam há dias no meu frigorífico e para um resto de broa de milho esmigalhada que tinha sobrado de outro prato e pensei: “O que faço eu com isto?”. Ora, umas maravilhosas migas de couve, às quais adicionei feijão para enriquecer. Adoro migas, açorda e qualquer prato com pão, ou não tivesse eu costela alentejana. Gostei muito do resultado,  vou repetir de certeza.

MigasFeijaoCouve

Continue reading