Pudim de Tofu, Beringela e Alho Francês

Defendo uma alimentação variada e equilibrada. Hoje em dia já não sabemos bem o que comemos, está tudo alterado e cheiro de químicos, por isso com esta postura alimentar conseguimos “diversificar os venenos”. Menos mau, portanto… 🙂

Não sou muito adepta da soja nem dos seus derivados. A soja é um alimento rico em proteína vegetal mas o seu consumo excessivo pode levar a problemas digestivos, alérgicos, dificuldade de assimilação de nutrientes, pode influenciar negativamente as funções da tiróide e até originar distúrbios hormonais (sobretudo em crianças). Já para não falar que grande parte da soja que temos à nossa disposição é transgénica (pelo menos 75%). A proteína de soja é de evitar, uma vez que é processada a altas temperaturas até ficar texturizada, perdendo grande parte do valor nutricional e ganhando níveis elevados de substâncias cancerígenas.

Atualmente consumo soja apenas na sua forma fermentada e não numa base diária: iogurtes, tofu, miso, shoyu e tamari são os meus produtos preferidos. O processo de fermentação faz com que as toxinas da soja sejam neutralizadas e, para além disso, geram-se bactérias benéficas à flora intestinal. Como curiosidade, e ao contrário do que se possa pensar, os orientais não consomem muita soja e quando o fazem, restringem-se aos produtos fermentados e em pequenas quantidades (o grão de soja serve apenas para a agricultura com o intuito de fertilizar terrenos).

Quando a vontade de comer tofu aperta (adoro tofu pela sua suavidade e versatilidade), dou por mim a tentar descobrir novas formas de cozinhar este alimento. E raramente me desiludo… Desta vez experimentei um pudim de tofu no forno, enriquecido pela maravilhosa beringela que é um dos meus legumes de eleição. E ficou tão bom!!! Experimentem…  depois dizem-me o que acharam? 🙂

Continue reading

Estufado de Grão com Legumes

Cheguei a casa quase à hora de almoço e com duas crianças cheias de fome. Tinha por isso pouco tempo para preparar pratos elaborados. E eis que fiz este prato que saiu ótimo.

O grão de bico é mesmo um dos meus alimentos de eleição. É uma excecional fonte de fibras, ajudando na prevenção de doenças digestivas, na diminuição do colesterol  e na estabilização dos níveis de açúcar no sangue. É por isso a escolha ideal para pessoas com diabetes ou hipoglicémia. Por outro lado o consumo de grão faz aumentar os níveis de energia, ajudando na recontrução do ferro pelo organismo. É uma magnífica fonte de proteínas, especialmente quando consumido com cereais integrais. É também uma boa fonte de minerais, em especial de magnésio.

Aconselho sempre a usar grão seco, deixando de molho entre 10 a 12 horas antes de cozer. Eu costumo cozer logo um pacote inteiro, depois congelo em caixas e vou tirando à medida que vou precisando. Tal como já aqui tinha referido, costumo juntar à água de cozedura uma tira de alga kombu pois esta alga amacia a fibra externa do grão, tornando-o mais facilmente digerível, para além de aumentar o seu teor em minerais.

Este é um dos pratos que eu certamente incluiria nas ementas escolares, em substituição de um prato com proteìna de origem animal. Todas as crianças gostam de grão, os legumes estão disfarçados e sai bastante em conta.

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Continue reading

Legumes com Natas

Este é um prato reconfortante, tão bom para estes dias de outono… Gosto muito de bacalhau com natas, mais pelo cremoso das natas do que propriamente pelo bacalhau. Por isso achei que seria perfeito experimentar uma réplica à base de legumes. Pesquisei nos meus blogs favoritos e encontrei esta receita que fui logo testar. Ficou maravilhoso… Quem disse que os pratos vegetarianos não têm sabor? Experimentem e depois digam-me.

IMG_20150921_082121

IMG_20150921_082315

Continue reading