Pão de Amêndoa, Alfarroba e Coco

Nos primeiros tempos de maternidade dediquei-me a 300% aos meus filhos. Toda a minha vida girava em torno deles, das suas rotinas e afazeres (acho que a maioria das mães se identifica com isto). Mas o tempo foi passando e comecei a sentir algumas repercursões negativas na minha saúde devido a este comportamento. Cansaço, falta de paciência, irritabilidade, ansiedade, entre outros problemas. Felizmente apercebi-me de que era preciso mudar e que essa mudança passava muito por cuidar de mim, reservar tempo para mim, fazer coisas que me dessem prazer. Passar tempo sozinha a ler, a passear, a meditar, ou simplesmente a SER (em vez de apenas FAZER). No fundo senti necessidade de ter um relacionamento mais profundo comigo. Porque se não nos relacionarmos connosco, nunca vamos ser felizes e não vamos conseguir dar o melhor de nós aos outros. E eu quero que os meus filhos (e as outras pessoas) tenham o melhor de mim, sempre!

Uma das coisas que eu gosto imenso e que faço regularmente é cozinhar para mim. Não é cozinhar para a casa, nem porque tem de ser. É cozinhar pelo simples ato de ME mimar e de fazer comida que EU gosto. Sem me preocupar se os miúdos vão torcer o nariz. E quando o produto final me agrada, também recebo elogios de mim mesma! Porque não? 🙂

Este pãozinho foi o resultado de um destes momentos meus… Estava cansada, depois de uma tarde em que a minha filha me brindou com algumas refilices e crises de mau feitio (as crianças também têm direito a dias menos bons). Barriquei-me na cozinha, liguei a minha vela aromática e comecei a terapia. Normalmente costumo seguir receitas mas desta vez segui apenas o instinto. Tinha resíduos de amêndoa no frigorífico (que tinham sobrado da preparação do meu leite) e achei que fazer um pão reconfortante seria uma boa ideia.

E foi… Ficou fantástico! Ligeiramente adocidado, fofinho e saboroso. Comi-o inteirinho, aos lanches, durante a semana.  Barrado com manteiga de amêndoa e com rodelas de banana por cima… 🙂 Aqui fica a receita deste pão de Amêndoa, Alfarroba e Coco (em que o ingrediente AMOR não consta da lista mas esteve muito presente). Espero que gostem. ❤❤❤

Continue reading

Pãezinhos de Mandioca e Chia

Descobri recentemente a mandioca… e como eu adoro descobrir alimentos novos!!! 🙂 .
Já usava produtos derivados da mandioca, como o polvilho e a tapioca, mas nunca me tinha lembrado de comprar mandioca e consumi-la assim, por si só. A mandioca é uma raíz rica em hidratos de carbono de absorção lenta, sendo por isso um alimento que fornece bastante energia, muito útil para desportistas ou em regimes de perda de peso (pois sacia bastante). Rica em vitamina B9 (ácido fólico), vitamina C, potássio e fibra, a mandioca é antioxidante, anti-inflamatória, ajuda na construção dos tecidos, protege o coração e a pele. E não tem glúten!!! Bem bom, portanto…

Ora experimentei a mandioca e estou fã! Tem um sabor adocicado agradável e é bastante versátil, podendo ser consumida cozida, assada, em puré ou usada na confeção de pães e bolos. É uma boa alternativa à batata doce.

Testei este novo alimento para fazer pão e gostei muito do resultado. Engraçado como já não me apetece assim tanto comer o pão tradicional (logo eu que era completamente viciada em pão!).  Desde que deixei o glúten e o fermento, satisfaço-me perfeitamente com estes pãezinhos caseiros, que me enchem verdadeiramente as medidas. De início parece que nada vai conseguir substituir o pão tradicional, mas sinceramente, agora já não quero outra coisa. O pão caseiro que faço, simples, sem fermentar, faz-me sentir mais leve e igualmente saciada. Também são muito bons os pães de fermentação natural e prolongada, como se fazia antigamente (sim, esse era o verdadeiro pão), mas ainda não me iniciei nessas técnicas. Quem sabe um dia… 🙂

Esta receita é muito simples, não deixem de experimentar.

Dicas para preparar a mandioca:

1. Com uma faca afiada cortar a mandioca ao meio e depois cortar cada uma das partes no sentido do comprimento.Pão
2. Retirar a casca e a fibra grossa do meio.
3. Colocar os pedaços de mandioca em água a ferver com uma pitada de sal e deixar cozer até que fique macia (cerca de 20 minutos).

Continue reading

Pão Naan sem Glúten

Já devem estar a pensar: “Pronto, lá vem ela outra vez com a comida indiana!” 🙂 . Pois é, tenho de vos confessar uma coisa. Uma das minhas grandes tristezas quando deixei de consumir glúten foi abdicar do maravilhoso Naan sempre que vou a um restaurante indiano. Simplesmente ADOOOORO!!! Também há outros tipos de pão indiano, alguns feitos com farinha de grão ou lentilhas, que eu posso comer e até gosto… Mas nada me substitui o “meu” Naan.

Ora tinha de conseguir replicar esse pão fininho e saboroso numa versão sem glúten… E se assim o pensei, em boa hora o fiz. A minha versão de Naan sem glúten ficou bem boa! Não se assemelha na totalidade ao Naan dos restaurantes indianos, eu acho que eles devem ter segredos que não desvendam (nunca consegui fazer um arroz basmati igual!), mas mesmo assim foi uma experiência de sucesso que me deu para “matar saudades” da versão original. Ainda por cima este é mais saudável e faz-se num instante. O que mais se pode querer? Não deixem de experimentar, é uma boa alternativa ao pão comum, pois é leve e não leva fermento. É ótimo simples, mas também fica maravilhoso com manteigas de frutos secos, com paté de tofu ou com hummus de grão.

Continue reading

Pão Integral de Banana e Tâmaras

Tem estado frio nestes últimos dias… Sei que mesmo assim não me posso queixar, isto não é nada face ao que se vive em outros locais do mundo. Ainda por cima porque o sol insiste em não nos abandonar e continuamos com dias muitos bonitos e cheios de luz. Mas eu sou muito friorenta, estou sempre a sonhar com o verão e temperaturas abaixo de 10 graus desmotivam-me um bocadinho… 🙂

A solução é mesmo encontrar outras formas de conforto… Estar no sofá debaixo da manta, apanhar o sol bom que entra pela janela da minha sala, receber abraços quentinhos dos meus filhotes e claro, muito chá ou leite morno acompanhados por qualquer mimo mais doce (mas sempre saudável, claro!).

Como a minha filha é a fã número 1 de tâmaras, vi esta receita e achei por bem experimentar. É um pão doce parecido com este que já tinha feito mas com outros sabores. E é claro que gostei muito do resultado. Para além de ser um pão super saudável, pois não tem farinhas refinadas nem glúten (se usarmos aveia isenta de glúten), tem um sabor muito agradável e a consistência perfeita para nos reconfortar. E fica MARAVILHOSO torrado com manteiga de amêndoa (o meu vício ultimamente). Ideal para estes dias de inverno…

E quais são as vossas técnicas para ultrapassar o inverno? Não querem experimentar este pão de banana?

Continue reading

Pão de Sementes

Adoro alimentos nutricionalmente ricos… Daqueles que nos saciam apenas com pequenas quantidades. E as sementes encontram-se claramente neste grupo. Ricas em minerais, vitaminas, proteínas, fibra e gordura insaturada, as sementes ajudam na prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e tantos outros problemas.

A variedade de sementes é imensa mas as minhas preferidas são as de cânhamo, chia, linhaça, abóbora e girassol (já falei em cada uma delas em particular em outros posts). Atualmente já não é um bicho de sete cabeças encontrar estes pequenos alimentos, estão à venda em qualquer supermercado. Podem ser usadas no iogurte, papas, bolos, pão ou bolachas, tornando-os mais nutritivos. E dão aquele toque crocante que eu adoro…

Claro que é importante lembrar que as sementes devem fazer parte de uma alimentação nutricionalmente completa, variada e equilibrada, para que seja possível aproveitar os seus benefícios (lá porque fazem bem não convém abusar). Eu não dispenso a minha porção diária ao pequeno-almoço e ao lanche.

E que tal experimentarmos um pão de sementes? Sem farinhas refinadas, sem glúten, sem açúcar, sem leite e sem ovos. É uma sugestão muito completa para qualquer lanche e é mesmo saboroso. Se gostam de sementes e frutos secos tostados, este pão é para vocês. Pode ser congelado em fatias e torrado, fica prefeito!

Apenas uma nota, não se assustem quando lerem na receita que leva sementes de psílio, sei que não é um ingrediente do conhecimento da maioria das pessoas. O psílio (ou psyllium husk) é uma fibra solúvel que quando misturada com água se transforma numa espécie de gel que vai dar a elasticidade necessária às massas sem glúten, sendo por isso essencial para o sucesso desta receita. Podem encontrar psílio à venda na maioria dos supermercados biológicos (eu compro no Amor Bio).

Continue reading

Mini Pãezinhos de Abóbora e Polvilho

Ao escolhermos a fruta e os legumes, é muito importante serem produtos da época (já aqui tinha falado sobre isso). Porque a natureza é inteligente e oferece-nos, em cada altura do ano e para cada região, os alimentos de que o nosso corpo precisa. Não é à toa que as frutas de verão são mais ricas em água, para nos hidratar, e as de inverno são mais densas e nutritivas, para aumentar as nossas reservas de energia para o frio.

Ora estamos na época da abóbora… E sendo um alimento tão saboroso e com tantos benefícios (podem ver aqui), é quase obrigatório incluí-lo na nossa alimentação diária nesta altura do ano. Não se limitem a usar abóbora na sopa, há tantas outras formas de usarmos este fantástico alimento. Em risotos, nas papas de aveia, assada com especiarias, em puré, no pão, em bolos e doces.

Se quiserem um bolo com abóbora experimentem este (é maravilhoso…). Hoje deixo-vos uns mini pãezinhos de abóbora e polvilho que inventei para dar bom uso a um restinho de abóbora que pairava no meu frigorífico. E olhem que vou repetir, ficaram mesmo bons. Leves e saborosos, sabem a pãezinhos de queijo… mas sem queijo! Também sem glúten, sem leite, sem ovos, estes pãezinhos fazem-se num instante pois não levam fermento, logo a massa não precisa de levedar.

Podem ser feitos em quantidade e congelados que também ficam muito bons. Prático e saudável, há melhor combinação? 🙂

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Pão Proteico de Quinoa e Chia

Seguir uma alimentação sem glúten está um bocadinho na moda. Muito se fala sobre o glúten e muitas são as receitas sem glúten que invadem a internet e as redes sociais. Eu não sou adepta de modas… Gosto simplesmente de seguir aquilo que faz sentido para mim. Aquilo com que me sinto bem… E, tal como expliquei aqui, o glúten é de facto um inimigo a abater na minha alimentação. Senti uma grande diferença desde que o eliminei. Para melhor…

E como o pão é algo de que não prescindo, muitas são as minhas experiências para criar pães sem glúten saudáveis e que me saibam bem (tarefa árdua!). Esta foi uma experiência de sucesso (no meio de outras falhadas) e por isso sinto-me na obrigação de a partilhar convosco. 🙂

Recomendo este pão aos apreciadores de quinoa. Eu ando cada vez mais fã deste pseudo-cereal cheio de proteína, aminoácidos essenciais, fibra, vitaminas e minerais. Juntando com as sementes de chia conseguimos um pão altamente preteico e com baixo teor de hidratos de carbono, o que o torna numa boa escolha para dietas de emagrecimento, anti-cândida e para diabéticos. Com a vantagem acrescida de ser muito fácil de fazer, uma vez que não leva fermento e não necessita de levedar. Faz-se como se fosse um bolo…

Depois do pão cozer e arrefecer, eu costumo fatiar e guardar no congelador. Assim, sempre que preciso, é só tirar uma fatia, colocar na torradeira e deliciar-me com um pão fresquinho, saboroso e que me enche de boas energias.

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Pão de Batata Doce, Amêndoa e Coco

Acreditam que é possível fazer um pão fantástico com apenas 3 ingredientes? Pois, é mesmo verdade, e a prova disso está aqui. Ainda por cima, estes 3 ingredientes de que precisam, batata doce, amêndoa e coco, são dos alimentos mais saudáveis que podem escolher. Alimentos naturais, verdadeiro, cheios de benefícios, que nos nutrem verdadeiramente e nos deixam com energia e boa-disposição.

Eu chamei-lhe pão mas também podem considerá-lo um bolo. Doce, suave, ligeiramente húmido… Ótimo ao pequeno-almoço, torrado, ou ao lanche a acompanhar um chá. Não vai ser fácil encontrarem algo tão simples e tão delicioso… Em apenas uma palavra, perfeito!

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Pão de Amêndoa e Gengibre

Julho passou num ápice… É só de mim ou parece que o verão ainda agora chegou e já estamos a entrar em Agosto? É impressionante como sinto o tempo passar demasiado rápido. Vou mesmo aproveitar o Agosto para parar um pouco.

Voltámos de férias e tinha a despensa vazia. Como não vivo sem o meu pãozinho, resolvi investigar os ingredientes que tinha para me restabelecer. A amêndoa e o gengibre pareceram-me fazer uma boa parelha e não me enganei. Este pão saiu muito saboroso, com a suavidade da amêndoa, o picante do gengibre e o toque subtil do limão e da baunilha. Mais vantagens desta maravilha? Nutritivo, sem glúten e muito fácil de fazer. Convencidos a experimentar?

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Pão de Beterraba e Trigo Sarraceno

O pão é daqueles alimentos que não consigo dispensar (será pela minha costela alentejana?). Dá-me conforto, saciedade, faz-me sentir bem… Atualmente só como pão caseiro, visto que a maioria dos pães comprados não são de todo saudáveis. Já não falando nos aditivos alimentares que contêm, normalmente têm sal a mais e têm essencialmente farinha de trigo refinada na sua composição. Sem nos apercebermos acabamos por abusar do trigo, que é de longe a farinha menos nutritiva e que o organismo tem mais dificuldade em digerir. Para além disso a farinha de trigo tem sido alvo de grandes alterações genéticas e também por esta razão é de evitar o seu consumo excessivo. Não é à toa que há cada vez mais pessoas com alergia ou intolerância não só ao glúten como à farinha de trigo em particular.

Eu tenho optado por experimentar pães mais densos, usando farinhas sem glúten, muitas vezes sem necessidade de levedar. Este pão de beterraba foi mais uma dessas experiências, aproveitando as beterrabas em excesso que tinha no frigorífico. Ficou com uma cor linda e com um sabor agradável, sobretudo para quem gosta de beterraba (que é o meu caso). Fica ótimo torrado e acompanhado com pasta de abacate ou paté de coentros. Não podia ser mais saudável…

Os miúdos adoraram a cor do pão mas não ficaram adeptos. Beterraba não é com eles! 🙂

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading