Bolo Desperdício Zero

Tanto se fala de alimentação saudável nos dias de hoje… Mas o que é então uma alimentação saudável? Para mim é aquela que nos proporciona saúde, energia, boa-disposição, evolução interior e que nos permite contribuir para um planeta melhor.

É engraçado como normalmente começamos a mudar a nossa alimentação com um objetivo específico: perder peso, ganhar vitalidade, resolver algum problema de saúde… Mas com o tempo apercebemo-nos que a mudança alimentar teve muito mais consequências do que apenas alterar aquilo que colocamos no nosso prato. Os alimentos que ingerimos interferem não só com a saúde do nosso corpo físico como também mexem com as nossas emoções. Alteram a nossa personalidade, o nosso modo de viver e de encarar a própria vida. Ao adotarmos uma alimentação mais saudável tornamo-nos mais alertas para os problemas de sustentabilidade ambiental. Tornamo-nos pessoas mais conscientes. É tudo isto de forma natural…

Eu posso dizer que estes conceitos de proteção do ambiente e redução da pegada ecológica passaram a estar enraízados em mim. Ainda no outro dia o meu marido me dizia para tapar um prato de comida que tinha sobrado com aquele rolo plástico de cozinha e não estava a perceber porque é que preferi tapar de outro modo. Não consigo ir a restaurantes e pedir uma garrafa de água, se esta for de plástico. Se não tiver a minha garrafa de água na mala, peço um copo de água (com a vantagem que ainda fica mais económico! 🙂 ). Se me esqueço dos meus sacos de compras, prefiro não comprar nada a ter de trazer um novo saco. Quando eventualmente compro alguma coisa mesmo necessária que venha numa embalagem, ou utilizo a embalagem para outros fins ou devolvo à loja para que a voltem a utilizar. Em relação aos alimentos, nada se estraga nem deita fora na minha cozinha. A comida que sobra é sempre utilizada nas refeições seguintes ou reutilizada em novos pratos. Quando acabamos de comer não deixamos nada no prato, nem um simples grão de arroz (mais vale tirarmos pouco de cada vez e, se quisermos, repetir). As cascas das frutas servem para fazer águas aromatizadas e as polpas das frutas/legumes que restam dos sumos naturais são utilizadas para fazer hambúrgueres, bolachas ou bolos.

Bolos, assim como este… Um bolo que por acaso foi feito com a polpa das frutas e legumes que sobrou do meu workshop. 🙂 Na altura congelei e quando me apeteceu foi só tirar e usar. Cenoura, beterraba, laranja e maçã… Deu um bolo húmido muito agradável. Não é o melhor nem o mais bonito bolo do mundo… mas é muito saudável e saboroso… e deixa-nos invadidos por uma enorme sensação de bem-estar.

Sugestão: Experimentem colocar o bolo numa taça e por cima deitar fruta fresca, iogurte e frutos secos. É um lanche perfeito!

Continue reading

Bolachas de Amêndoa e Coco

Eu era uma espécie de monstrinha das bolachas em criança… Adorava bolachas!!! Lembro-me de ter para aí uns 8 ou 9 anos e ir, em visita de estudo com a escola, à fábrica de bolachas da Nacional.  Vim de lá com um saco cheio de pacotes de bolachas, 1 de cada tipo que eles tinham na altura. E feliz da vida… Tão feliz que nunca mais me esqueci desse dia. 🙂

Ora a realidade mudou um pouco. Continuo a gostar (muito!) de bolachas mas tenho agora consciência dos erros cometidos na alimentação das crianças há uns anos atrás. As bolachas industriais não são de todo um alimento que eu deseje incluir na alimentação dos meus filhos numa base diária, não só pela quantidade de açúcar e aditivos que contêm mas também pela ausência de ingredientes que alimentem de verdade. Assim sendo, e tendo em casa dois pequenos monstros das bolachas (quem sai aos seus…), tenho que me safar de outra forma e fazer regularmente bolachinhas caseiras. Como normalmente o tempo é apertado, costumo inventar receitas rápidas, com poucos ingredientes, em que não precise de esticar com o rolo da massa. Estas bolachinhas foram a minha última invenção e saíram tão boas que foram devoradas num abrir e fechar de olhos. Até o M. que não é o maior apreciador de coco se rendeu ao seu sabor. E são mesmo fáceis de fazer: triturar, mexer, fazer bolinhas, achatar e já está! O forno termina o trabalho enquanto um cheirinho maravilhoso nos enche a casa de conforto.

Eu sei que estamos no verão mas bolachinhas destas são sempre bem-vindas, não é verdade? Experimentem!

Continue reading

40 e um Bolo de Cenoura

Diz o calendário que hoje estou de Parabéns… 🙂 E que já vão 40 anos desde o dia em que nasci.

E eu estou feliz… Porque gosto de fazer anos, porque gosto de recomeços. E sinto que a entrada nos “entas” é um recomeço que vai trazer muitas mudanças positivas na minha vida. Não tenho medo da idade nem de envelhecer, desde que o faça com qualidade. E sei que isso depende muito do estilo de vida, das minhas emoções, da forma como alimento o corpo e a mente. Quero envelhecer bem, aceitando verdadeiramente cada coisa que me acontece. Porque envelhecer faz parte da vida… Só tenho de agradecer, aos meus pais e ao universo, pela oportunidade que me deram para estar aqui e ter esta experiência maravilhosa.

Em jeito de comemoração, deixo-vos um bolo muito simples que fiz para este dia especial. Abri o livro da Ella Woodward (“As Delícias de Ella”) e dei de caras com um bolo de cenoura com uma aspeto fantástico. Adoro bolos de cenoura e este, que junta ananás, cobertura de caramelo de banana e não usa fermento, aguçou-me a curiosidade. Fiz um bolo grande hoje para o lanche (que ainda não abri) e um pequenino – só para mim! – que foi devorado ontem. E que bom que ficou… (já não preciso de dizer que não tem glúten nem açúcar e que é saudável, certo?) 🙂

 

Continue reading

Bolinhos de Coco e Alfarroba

Gosto de variar na alimentação e não comer sempre a mesma coisa. É bem mais saudável e muito menos aborrecido (porque a alimentação também é um prazer, certo?). Claro que com os miúdos também sigo esta regra… Às refeições principais não repito, no mesmo dia, o mesmo tipo de proteína ou hidrato de carbono e os lanchinhos semanais são, normalmente, diferentes todos os dias. Se me dá mais trabalho? Sem dúvida que sim! Mas gosto de o encarar como um desafio! 🙂

Por isso, para o dia-a-dia tento sempre escolher receitas simples, que não envolvam muitos procedimentos nem listas infindáveis de ingredientes. Normalmente ao fim de semana faço o plano alimentar semanal e procuro cozinhar em quantidade para já ter algum trabalho avançado para os dias de semana.

Faço muito este tipo de bolinhos para os lanches da escola (podem ver outros do género aqui). São saudáveis, alimentam e os miúdos adoram! E a preparação é do mais fácil que há: triturar, misturar e levar ao forno. Podemos ir variando nas frutas e nas farinhas, juntar ou não ovo (para versões vegan) e mudar sabores (nesta receita usei alfarroba mas também pode ser cacau, canela, erva doce ou baunilha). Receita com sucesso garantido! 🙂

Continue reading

Bolachinhas de Natal

Muita gente diz que sou vegetariana ou vegan porque sigo um estilo de vida saudável e como regularmente pratos ou alimentos sem qualquer produto de origem animal. Na verdade não sou, adoro comida vegetariana/vegan, mas ainda consumo alguns alimentos derivados dos animais. Foi este o equilíbrio que encontrei para a minha alimentação e para a minha vida, nesta fase em que me encontro. Se alguma vez vou ver ser vegan? É possível, já que me identifico claramente com este estilo de vida, mas só o tempo o dirá… 🙂

Quem costuma passear aqui pelo meu cantinho já deve ter reparado que adoro replicar pratos ou iguarias tradicionais para a sua versão vegan. Gosto da sensação de inventar coisas diferentes e da curiosidade em experimentar e dar a experimentar o resultado. Por isso, quando vi o desafio Christmas Veggie Challenge decidi logo participar. Basicamente o que se pretende é mostrar pratos ou sobremesas tradicionais de Natal na sua versão vegan. Depois do Natal os vários blogs participantes irão partilhar a sua sugestão para este desafio, por isso estejam atentos! De certeza que vão aparecer muitas ideias de fazer crescer água na boca. 🙂

Hoje deixo-vos umas bolachinhas de Natal, também vegan, sem açúcar e sem glúten, como já vai sendo habitual. O resultado só podia ser tudo de bom… Experimentem e tenham um Natal muito feliz!!!

Continue reading

Bolo Simples de Aveia e Alfarroba

Se me pedissem para escolher quais os meus 5 alimentos preferidos, a aveia seria certamente um deles. Pelas suas propriedades nutricionais (de que já falei aqui) e pela sua versatilidade, a aveia é mesmo um alimento de que não prescindo. Em farinha, em flocos ou em grão, pode ser usada para fazer papas, barritas, bolos, bolachas, pão, grânola, panquecas, hambúrgueres, almôndegas (e a lista não acabaria por aqui). Mas o melhor de tudo é que a aveia me faz sentir bem, reconfortada, feliz…

Por isso o bolinho que vos trago hoje só podia ser tudo de bom. Para além de ter a super aveia, não tem ingredientes refinados, é adoçado apenas com fruta e é MUITO saboroso.  É um lanche excelente, para miúdos e graúdos, e não podia ser mais fácil de fazer. É só misturar tudo e já está! Não há mesmo desculpas para não se fazerem escolhas saudáveis…

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

E os vossos alimentos preferidos, quais são?

Continue reading

Bolinhos de Coco

“Food is memories”, ouvi há dias num filme que dava na televisão. Não podia concordar mais. A comida junta as pessoas, cria laços, traz-nos boas recordações. Tantas vezes temos boas recordações de infância quando pensamos naquele alimento que adorávamos e comíamos com as pessoas que nos eram mais queridas. Essa informação fica guardada em nós para sempre…

Por isso, quando vi esta receita maravilhosa, tive logo um acesso de saudades da minha infância e da minha bisavó que me ia comprar coquinhos à pastelaria. Adorava (e adoro) estes bolinhos, não fosse eu adorar tudo o que tenha coco (sorte a minha que o coco é um alimento tão bom!). Claro que os coquinhos que eu comia na altura estavam carregados de açúcar mas nada como experimentar esta versão saudável. Sem açúcar, sem glúten, sem farinhas refinadas, sem leite, sem gorduras.

Pois o que vos posso dizer é que adorei! Primeiro porque o sabor está todo lá (e as recordações apareceram). Depois porque são mesmo fáceis de fazer. Eu usei ainda mais ingredientes que a receita original, porque tinha amêndoa ralada a precisar de ser aproveitada, mas ainda assim em 2 passos e com apenas 5 ingredientes fazem uns bolinhos que não metem medo a ninguém (nem aos menos datados nas lides da doçaria).

Ah! E ficaram mesmo bonitos… Porque os olhos também comem, certo?

Processed with VSCO

 

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Biscoitos Simples de 2 Sabores

Há dias, em conversa com a minha irmã R., ela confidenciou-me que por vezes não fazia as minhas receitas porque tinham ingredientes pouco comuns, que a maioria das pessoas nem sempre tem em casa. De início fiquei surpreendida, sempre achei as minhas receitas simples, mas depois acabei por lhe dar razão. Quando decidimos mudar a alimentação, iniciamos um processo de descoberta de novos sabores, de novos ingredientes, de novos métodos de cozinhar. Essas novas realidades passam a fazer parte do nosso mundo, mas não necessariamente do mundo das outras pessoas. E nem sempre temos noção disso…

Por isso hoje, para me redimir de possíveis ingredientes complexos que aqui tenha sugerido, deixo uma receita do mais simples que pode haver. Apenas com dois ingredientes base, flocos de aveia e banana, e com dois sabores à escolha, canela e alfarroba. Em pouco mais de 20 minutos têm uns biscoitos muito saborosos, ótimos em qualquer altura do dia e que agradam a toda a gente. Sem açúcar, sem leite e sem gordura, estes biscoitos podem até ser dados a bebés desde os 6 meses de idade se optarem por aveia sem glúten. É uma boa sugestão de receita para fazerem com as crianças, eles vão adorar meter as mãos na massa!

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

10 anos de Ti e Um Bolo de Aniversário

AVISO: este vai ser um post lamechas e dedicado ao meu filho grande… 🙂

Faz hoje 10 anos que nasceste… 10 anos em que eu nasci também, como mãe. Foram 10 anos intensos, de muitas transformações, incertezas, preocupações mas muitas, muitas alegrias.

Este tem sido de longe o maior desafio da minha vida. Acompanhar-te, ver-te crescer, dizer-te que “não” quando é preciso, sofrer com as tuas tristezas, viver as tuas angústias, respeitar as tuas opiniões mesmo quando não me parecem as mais acertadas… És um menino lindo, tens os olhos mais expressivos que já vi… És malandro, teimoso, não dás o braço a torcer facilmente. Mas és muito bem-disposto, carinhoso e sabes como encantar toda a gente com esse sorriso. Tens um coração enorme e gostas muito de ajudar os outros.

Tenho muito orgulho em ser tua mãe, todos os dias me ensinas que as mães não se querem perfeitas…

Este foi o bolo que me pediste. Um bolo de chocolate com gomas por cima. Não é o mais saudável de todos, nem o mais bonito, mas é o teu bolo de anos e foi feito com todo o amor do mundo. Parabéns filhote! Que sejas muito feliz…

IMG_1120

Processed with VSCO

Processed with VSCO

NOTA 1: As gomas podiam ter sido caseiras mas não se fazem 10 anos todos os dias. E é preciso cometer excessos de vez em quando… 🙂 Mesmo assim é um bolo muito saudável quando se compara com os que se vendem nas pastelarias. Com farinhas integrais e sem açúcar, ficou muito saboroso e fofinho.

NOTA 2: Tive a preciosa ajuda da filhota pequena na árdua tarefa de colocar as gomas no bolo… 🙂

Continue reading

Bolo Húmido de Chocolate e Curgete

Estava em falta para com os meus colegas… Tinha feito a promessa de lhes levar um dos meus bolinhos saudáveis, promessa esta que andava a adiar desde Maio (o tempo adora brincar connosco e trocar-nos as voltas). Ora como para mim o prometido é devido (nem que seja com uns meses de atraso), resolvi que não passava desta semana e assim surgiu este fantástico bolo de chocolate e curgete (obrigada Creme de Avelãs pela partilha da receita!). Estou  completamente adepta da curgete nos bolos, confere-lhes humidade e suavidade, evitando ter de adicionar gordura. O bolo ficou super saboroso e fofinho, no ponto de doce (na minha opinião). Sabem aqueles momentos em que precisamos de um bocadinho de conforto e nos sabe bem uma extravagância? Pois para esses momentos eis o bolo que encaixa na perfeição!

Dica: Experimentem este bolo aquecido com iogurte natural por cima e uma pitada de canela, fica divinal!

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading