Pão Naan sem Glúten

Já devem estar a pensar: “Pronto, lá vem ela outra vez com a comida indiana!” 🙂 . Pois é, tenho de vos confessar uma coisa. Uma das minhas grandes tristezas quando deixei de consumir glúten foi abdicar do maravilhoso Naan sempre que vou a um restaurante indiano. Simplesmente ADOOOORO!!! Também há outros tipos de pão indiano, alguns feitos com farinha de grão ou lentilhas, que eu posso comer e até gosto… Mas nada me substitui o “meu” Naan.

Ora tinha de conseguir replicar esse pão fininho e saboroso numa versão sem glúten… E se assim o pensei, em boa hora o fiz. A minha versão de Naan sem glúten ficou bem boa! Não se assemelha na totalidade ao Naan dos restaurantes indianos, eu acho que eles devem ter segredos que não desvendam (nunca consegui fazer um arroz basmati igual!), mas mesmo assim foi uma experiência de sucesso que me deu para “matar saudades” da versão original. Ainda por cima este é mais saudável e faz-se num instante. O que mais se pode querer? Não deixem de experimentar, é uma boa alternativa ao pão comum, pois é leve e não leva fermento. É ótimo simples, mas também fica maravilhoso com manteigas de frutos secos, com paté de tofu ou com hummus de grão.

Pão Naan sem Glúten

– 1/2 chav. de polvilho doce
– 1/2 chav. de farinha de amêndoa
– 1 chav. de creme de coco
– 1 pitada de sal
– óleo de coco para untar

1. Misturar bem todos os ingredientes com um garfo
2. Untar ligeiramente uma frigideira com óleo de coco e aquecer em lume médio
3. Colocar uma boa colherada de massa e deixar assar como se fosse uma panqueca
4. Virar e deixar assar do outro lado
5. Repetir o processo para a restante massa

  • Sou capaz de ter provado esse pão alguma vez, mas não tenho a certeza, para ser sincera! Por isso, como podes imaginar, não tenho grande opinião formada sobre ele (embora acredite quando dizes que é maravilhoso). Acho que o melhor é tirar tudo isto a limpo fazendo a tua versão, ainda por cima saudável 😀

    • Maria

      Não é a réplica perfeita do Naan indiano mas como disse dá perfeitamente para “matar” saudades.
      Acho que não te vai desiludir… 🙂