Muffins de Alfarroba

Antes de falar da receita deste post queria agradecer à minha maninha pelo logo que fez para o blog. Obrigada Pipoquita! Espero que gostem da mudança de visual aqui do meu cantinho.

Estes saborosos e saudáveis muffins surgiram da necessidade de fazer qualquer bolo ou doce para o meu filho levar para a escola no dia seguinte,  já que iam comemorar a lição nº 100 de português. Era dia de semana, já passava das 19h quando cheguei a casa e precisava de qualquer coisa que não demorasse muito a fazer. Rapidamente cheguei à conclusão que estes muffins de alfarroba eram a solução ideal para o meu problema. Levam muito pouco acúçar mas as crianças gostam e nem notam que não são de chocolate.

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Para quem não sabe a alfarroba é a vagem de uma planta chamada alfarrobeira, que se encontra na costa mediterrânica, nomeadamente no Algarve. O pó ou farinha de alfarroba derivado da polpa da vagem torrada e moída é utilizado para substituir o cacau nas mais variadas receitas culinárias. No entanto, existem grandes diferenças nutricionais entre a alfarroba e o cacau, especialmente em termos de açúcar e gordura. Enquanto o cacau possui até 23% de gordura e 5% de açúcar, a alfarroba possui 0,7% de gordura e um alto teor de açúcares naturais (sacarose, glicose e frutose), em torno de 38% a 45%.

A alfarroba é um alimento de elevado valor nutritivo e com muitas propriedades benéficas. Contém vitamina B1 (útil para o bom funcionamento do sistema nervoso, músculos e coração), vitamina A (essencial para o crescimento dos ossos e dentes, vitalidade da pele e saúde da visão) e vitamina B2 (auxilia no metabolismo das gorduras, açúcares e proteínas). Possui ainda minerais como cálcio, magnésio e ferro, bem como uma proporção correta de potássio e sódio. Uma grande vantagem face ao cacau é que a alfarroba não possui qualquer agente alergénico (a mim foi-me recomendado evitar o chocolate/cacau por questões alérgicas). Embora apresente um alto teor de açúcares possui um baixo conteúdo calórico devido à quantidade quase imperceptível de lipídos (gorduras) e à alta quantidade de fibras naturais. Estudos recentes mostraram que a alfarroba não contém glúten e possui um potencial antioxidante muito elevado, semelhante ao do azeite e superior ao do vinho, o que leva a crer que pode ser útil no combate a radicais livres e doenças crónicas/degenerativas. Tem também elevado poder na redução do colesterol do sangue.

Uso muitas vezes alfarroba nos batidos, nas papas de aveia e nos bolos. Fica prometida para breve a receita do salame de alfarroba que costumo fazer e que é delicioso.

Muffins de Alfarroba (cerca de 18 muffins pequenos)

– 3 cháv. de farinha com fermento (ou 3 cháv. de farinha integral)
– 1/2 cháv. de acúcar mascavado
– 1/4 cháv. de azeite
– 3 cháv. de leite de soja ou qualquer leite vegetal
– 4 colheres de sopa de farinha de alfarroba
– 1 colher de sopa de fermento  (2 colheres de sopa se se usar farinha sem fermento)
– 1 colher de sopa de canela
– 2 colheres de sopa de mel
– 4 gotas de essência de baunilha ou 1 colher de sopa de açúcar baunilhado (opcional)

  1. Misturar todos os ingredientes e colocar em formas de muffins (eu usei formas de silicone por isso não precisei de untar).
  2. Levar ao forno a 180º durante aprox. 25 minutos.

NOTA: Também se pode usar cacau ou chocolate, sendo a quantidade um bocadinho a olho conforme o nosso gosto. Caso se use cacau pode ser preciso colocar mais açúcar ou mel mas provem a massa e ajustem as quantidades.