A Importância das Frutas e dos Legumes da Época

As frutas e os legumes são (ou deveriam ser) a base da nossa alimentação. De acordo com a roda dos alimentos que é usada atualmente no nosso país como referência para uma alimentação saudável, deveríamos comer cerca de 3 a 5 porções de fruta e 3 a 5 porções de legumes, diariamente (para mais informação sobre a roda dos alimentos ver aqui).

E porque são estes alimentos tão importantes? Porque são fornecedores insubstituíveis de minerais (potássio, zinco, cálcio, magnésio, cobre, etc.), de algumas vitaminas (especialmente de vitamina C), de diversos compostos protectores (como os flavenóides) e de alguns tipos de fibras alimentares. Para além desta riqueza em micronutrientes reguladores, fornecem normalmente poucas calorias, pelo que têm um elevado valor nutricional. Como tal estes alimentos desempenham um papel fundamental na prevenção de diversas doenças, tais como, obesidade, diabetes tipo 2, cancro, doenças cardiovasculares, obstipação (prisão de ventre), deficiências vitamínicas e/ou de minerais, etc.

Penso que não restam dúvidas que as frutas e os legumes são nossos aliados na prática de hábitos alimentares saudáveis.

Se queremos beneficiar ao máximo de todas as qualidades que as frutas e os legumes têm para nos oferecer devemos respeitar a sazonalidade e tentar escolher produtos da época. Só assim estamos a aproveitar todo o seu sabor e a garantir uma melhor relação qualidade/preço.  Para além disso, como a natureza é sábia, oferece-nos em cada época os exatos nutrientes que o nosso corpo precisa. Por exemplo, as frutas de verão têm mais água, para nos hidratar. Já no inverno as frutas são mais densas para nos proteger e ricas em vitamina C, para ajudar no combate a infeções.

Para conhecerem a época própria das várias fruta e legumes, deixo uma pequena ajuda:

Frutas

Legumes

(peço desculpa à fonte desta informação, já a tenho
e uso há algum tempo mas não me lembro qual é
)

Eu não gosto mesmo de comprar frutas e legumes nos hiper ou supermercados. Os vegetais parecem-me todos enormes e muito plastificados, as frutas são demasiado perfeitas e vêm sempre molhadas, porque foram congeladas ainda verdes. Já ouvi dizer que, por vezes, as maçãs são mantidas durante 1 ano ou mais em arcas frigoríficas até serem postas à venda. As frutas nem chegam a amadurecer pelo que o seu valor nutricional está enfraquecido.

Tento comprar sempre frutas e legumes de produtores locais. Há várias empresas que entregam cabazes ao domicílio e esta é uma boa solução para não nos preocuparmos com a época das frutas e dos legumes, já que eles fazem isto por nós – os cabazes são sempre compostos por produtos da estação. Algumas destas empresas só trabalham com produção biológica, o que é ideal se queremos alimentos livres de químicos e pesticidas.

Deixo algumas empresas que conheço e recomendo (entregas na zona da Grande Lisboa):

Mercado Saloio

Bio Site

Quinta do Arneiro

Outra sugestão engraçada é o projeto Fruta Feia que visa aproveitar fruta e legumes de boa qualidade mas que não têm a aparência ideal para serem postos à venda nos espaços comerciais. Estes são recolhidos dos produtores locais e entregues em pontos de venda onde o consumidor os pode levantar. Para além de serem produtos de boa qualidade (eu procuro sempre a fruta mais feia!), estamos a ajudar na redução do desperdício alimentar e a contribuir para a poupança do orçamento familiar (os preços são bastante em conta).

Vamos comer mais fruta e legumes? E de preferência da época? A nossa saúde agradece!