Pão de Batata Doce, Amêndoa e Coco

Acreditam que é possível fazer um pão fantástico com apenas 3 ingredientes? Pois, é mesmo verdade, e a prova disso está aqui. Ainda por cima, estes 3 ingredientes de que precisam, batata doce, amêndoa e coco, são dos alimentos mais saudáveis que podem escolher. Alimentos naturais, verdadeiro, cheios de benefícios, que nos nutrem verdadeiramente e nos deixam com energia e boa-disposição.

Eu chamei-lhe pão mas também podem considerá-lo um bolo. Doce, suave, ligeiramente húmido… Ótimo ao pequeno-almoço, torrado, ou ao lanche a acompanhar um chá. Não vai ser fácil encontrarem algo tão simples e tão delicioso… Em apenas uma palavra, perfeito!

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Salada de Papaia, Cebolinho e Gengibre com Sumo de Lima

Como é que o Verão já vai com este andamento e eu ainda não vos tinha trazido uma salada?Para me redimir hoje deixo-vos uma salada MARAVILHOSA, ideia de uma amiga que fez para um almoço que tivémos (obrigada Alexandra 🙂 ). Fiquei fã, é muito simples, com poucos ingredientes, mas super saborosa e saudável. Para além dos benefícios do gengibre e do cebolinho (de que já falei aquiaqui), estamos a usufruir das imensas propriedades desta fruta fantástica que é a papaia. Confesso que não era uma fruta que eu gostava particularmente quando era criança mas com o passar dos anos começámos a darmo-nos melhor e hoje é uma das minhas frutas de eleição. E ainda bem, porque traz imensos benefícios para a saúde, entre os quais destaco:

– É rica em proteína, fibras, cálcio, ferro, betacaroteno e vitaminas K, B1, B2, B3 e C
– Auxilia o processo digestivo devido à presença de uma enzima chamada papaína
– Eficaz no tratamento de parasitas intestinais
– Anti-inflamatória, antiviral e anti-cancerígena

O sabor suave da papaia combina mesmo bem com os sabores mais fortes do gengibre e do cebolinho e o sumo de lima dá o toque final perfeito. Esta é uma salada que pode servir como entrada ou como acompanhamento de qualquer refeição. Não deixem de experimentar… 🙂

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Smoothie de Bagas Goji e Frutos Silvestres

Acordei com vontade de um pequeno-almoço de hotel… Daqueles que nos enchem as medidas e nos deixam cheios de energia. Felizmente era fim de semana e pude levar os meus desejos avante, e como tal toca a ir para a cozinha preparar uns fantásticos ovos mexidos que coloquei sobre fatias de pão de espelta torrado e barrado com manteiga de coco (a receita do pão, caseiro claro, num outro post).

E para acompanhar? Tinha visto algures um smoothie de bagas goji e pareceu-me uma excelente ideia. Nunca tinha usado este superalimento em sumos ou batidos, apenas costumo juntar ao iogurte ou comer com frutos secos. E não é que ficou delicioso? As bagas goji acrescentam um sabor agridoce à bebida, dando um toque diferente que combina na perfeição com os frutos silvestres… Para além do sabor fantástico, esta é uma bebida muito refrescante para estes dias de verão e só ganhamos em termos nutricionais. As bagas goji transformam este batido numa verdadeira poção mágica de saúde.

Alguns dos benefícios das bagas goji: são ricas em vitaminas, antioxidantes, protegem o fígado, ajudam a visão, melhoram a circulação sanguínea, desenvolvem o sistema imunitário e proporcionam longevidade.

O goji é um fruto originário da China e do Tibete, que normalmente é consumido na sua forma seca (desidratado ao sol ou a baixas temperaturas). Mas sabiam que o nosso clima também é propício para plantar estas bagas? Os seus arbustos são fáceis de cultivar e manter, não necessitando de cuidados especiais. A partir do segundo ano já se consegue ter 1 a 2 kilos de bagas por arbusto. E para plantar bastam as próprias bagas goji, que têm sementes no seu interior. Confesso que tenho esta intenção há já algum tempo, mas ainda não a concretizei… Fica a dica para quem se quiser aventurar! 🙂

Em suma, foi um super pequeno-almoço para um dia super feliz…

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Hummus de Grão

Ando viciada neste hummus de grão! É simplesmente DELICIOSO… Sem glúten e rico em proteínas, ferro e fibras, esta é uma opção muito saudável para barrar, para acompanhar uma salada ou para “molhar” palitos de vegetais (adoro com cenoura, beterraba ou aipo). Confesso, eu até como à colherada! 🙂

O hummus é um prato típico da cozinha do Médio Oriente e tradicionalmente é feito com grão de bico, pasta de sésamo e temperos. Mas há imensas variantes, podem juntar abacate, beterraba, tomate seco, ou qualquer outro ingrediente que mais gostarem.

Querem experimentar? Depois digam-me se não é maravilhoso!

Processed with VSCO

Continue reading

Tofu com Broa

Adoro transformar pratos tradicionais em versões vegetarianas…Esta é a adaptação do famoso e tão português Bacalhau com Broa. Sou sincera, adoro este prato, mais pela combinação broa, azeite e coentros do que propriamente pelo bacalhau. Por isso a versão vegetariana tinha tudo para ter sucesso e não me enganei. Ficou ótimo (ou não fosse eu uma adepta de tofu), a meu ver até superou o prato original!

Acompanhado com uma boa salada, esta é uma refeição completa que nos faz sentir bem e mais felizes. Experimentem!

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

5 Alimentos “Saudáveis” Que Não Devemos Comer

Nem tudo o que parece é, já o sabemos. E a alimentação saudável não foge a esta regra. Muitas vezes as palavras “Natural”, “Light”, “Sem Açúcar”, “Vegan” ou “Bio” levam-nos a acreditar que um alimento é saudável mas isso nem sempre é verdade.

Eu sou muito sincera, nem olho para os alimentos que aclamam ser “Light” ou “Sem Áçucar”. Para compensar a redução de açúcares ou gorduras, são adicionados ingredientes que fazem ainda pior. Como se costuma dizer “pior a emenda que o soneto”. Em relação ao rótulo “Vegan”, apenas nos informa que o alimento não tem ingredientes de origem animal (ou que não foi testado em animais, no caso de produtos de cosmética e limpeza), não nos dando qualquer informação se poderão ou não ser benéficos à nossa saúde. O rótulo “Bio” garante que a produção de um alimento é livre de químicos e de pesticidas, para além de ter em consideração a sustentabilidade do planeta e o bem-estar animal. Claro que esta é uma condição desejável mas não suficiente para que um alimento seja saudável.

Esta enorme quantidade de rótulos apelativos faz alguma confusão às pessoas (é esse mesmo o objetivo!)… A minha primeira dica é evitar ao máximo os alimentos industriais, mesmo que sejam comprados em lojas de produtos naturais ou biológicos. Os alimentos verdadeiramente saudáveis são aqueles que não têm lista de ingredientes nem precisam de anúncios na televisão. São os alimentos que a natureza nos dá e que não são transformados. Estes deverão ser a base da nossa alimentação.

real-food-doesnt-have-a-label

Quando precisam mesmo de comprar alimentos fabricados, então deixo uma segunda dica: Leiam os rótulos! Não demora assim tanto tempo e assim sabem o que estão a comprar e a consumir. Nunca assumam que um alimento é bom, sejam curiosos e vejam sempre o que contém.

Deixo-vos 5 exemplos de alimentos que supostamente são “saudáveis” mas que, na verdade, devem ser evitados:

Bolachas “Sem Açúcar”: Para compensar o açúcar são adicionados edulcorantes ou adoçantes muitas vezes artificiais que fazem ainda pior. Previligiem os alimentos com açúcares naturalmente presentes. E quanto ás bolachas, escolham as caseiras.

Bebidas ou Iogurtes “Light”: Tal como as bolachas, os sumos light estão carregados de aditivos. Os iogurtes light, para compensar a falta de gordura, acabam por ter mais açúcar, pelo que também são de evitar. Optem pelos sumos de fruta feitos em casa e pelos tradicionais iogurtes naturais.

Hambúrgueres de Vegetais Industriais: São vegetais, muitas vezes “Bio”, mas normalmente têm muita gordura (nomeadamente gordura hidrogenada ou trans). Optem por hambúrgueres vegetais caseiros (como estes).

Pão Embalado sem Glúten: O rótulo “Sem Glúten” deixa sempre a ideia de ser saudável. Mas muitas vezes o pão é feito com farinhas sem glúten refinadas e tem muita gordura para compensar a perda de elasticidade na massa que ocorre pela falta de glúten. Pão sem glúten só mesmo feito em casa (este é maravilhoso).

Barritas de Cereais Industriais: Sou fã de barritas, mas daquelas caseiras, com cereais integrais e frutos secos (como estas). A maioria das barritas que se compram nos supermercados estão carregadas de açúcar. Entre escolher uma barrita e um bolo, não há grande diferença.

Façam boas escolhas… A vossa saúde agradece! 🙂

Bolo Húmido de Chocolate e Curgete

Estava em falta para com os meus colegas… Tinha feito a promessa de lhes levar um dos meus bolinhos saudáveis, promessa esta que andava a adiar desde Maio (o tempo adora brincar connosco e trocar-nos as voltas). Ora como para mim o prometido é devido (nem que seja com uns meses de atraso), resolvi que não passava desta semana e assim surgiu este fantástico bolo de chocolate e curgete (obrigada Creme de Avelãs pela partilha da receita!). Estou  completamente adepta da curgete nos bolos, confere-lhes humidade e suavidade, evitando ter de adicionar gordura. O bolo ficou super saboroso e fofinho, no ponto de doce (na minha opinião). Sabem aqueles momentos em que precisamos de um bocadinho de conforto e nos sabe bem uma extravagância? Pois para esses momentos eis o bolo que encaixa na perfeição!

Dica: Experimentem este bolo aquecido com iogurte natural por cima e uma pitada de canela, fica divinal!

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Panquecas de Papas de Aveia

Já sabem que sou fã de papas de aveia… São os três Ss que preciso: saciantes, saborosas e saudáveis! Por isso logo que bati o olho nesta receita de panquecas tive de ir testar a ideia. São panquecas de flocos de aveia baseadas na filosofia das overnight oats, em que a aveia fica de molho algum tempo para “cozer” e engrossar.

O resultado foram umas panquecas diferentes do habitual, não coesas como as que costumo fazer (parecem umas papas mais consistentes) mas o sabor ficou bastante bom.  Foram uma agradável surpresa.

E não dão trabalho nenhum, nem é preciso usar a varinha mágica. O que é ótimo para o corre-corre matinal! Podemos simplesmente deixar a panqueca ao lume, ir fazer qualquer coisa, voltar e virar a mesma, ir terminar o que estávamos a fazer, e quando regressamos estão prontas! Depois é só acrescentar as coberturas ao nosso gosto, eu usei iogurte de soja natural, pêssego e canela mas podem usar o que mais gostarem. Fruta variada, manteiga de amendoim ou amêndoa, sementes, grânola… Para adoçar a panqueca usei a combinação maçã e canela, que nunca falha. Mas também podem experimentar com banana, ou mesmo sem nada… O simples fica sempre bem, certo? 🙂

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Pão de Amêndoa e Gengibre

Julho passou num ápice… É só de mim ou parece que o verão ainda agora chegou e já estamos a entrar em Agosto? É impressionante como sinto o tempo passar demasiado rápido. Vou mesmo aproveitar o Agosto para parar um pouco.

Voltámos de férias e tinha a despensa vazia. Como não vivo sem o meu pãozinho, resolvi investigar os ingredientes que tinha para me restabelecer. A amêndoa e o gengibre pareceram-me fazer uma boa parelha e não me enganei. Este pão saiu muito saboroso, com a suavidade da amêndoa, o picante do gengibre e o toque subtil do limão e da baunilha. Mais vantagens desta maravilha? Nutritivo, sem glúten e muito fácil de fazer. Convencidos a experimentar?

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Processed with VSCO

Continue reading

Gelados Fresquinhos e Saudáveis para o Verão

Não há dúvida nenhuma, com este calor um gelado sabe mesmo bem! Faço muitas vezes em casa gelados cremosos, à base de fruta (como este) mas desta vez os meus filhos pediram-me gelados fresquinhos (na verdade eles queriam Calipos 🙂 ). Rapidamente inventei uns gelados que (palavras deles!) ficaram fantásticos. Em vez de os encher de açúcar e corantes artificiais, dei-lhes sumo de fruta em versão gelado e eles ficaram super contentes. E o melhor, não deu trabalho nenhum a fazer. Tinha sumo natural de maçã no frigorífico, foi só encher as formas próprias para gelados, esperar algumas horas e já está! Tudo o que as crianças gostam pode ser adaptado a uma versão mais saudável, é só preciso um bocadinho de imaginação.

Claro que depois comecei a magicar e criei outros gelados para mim que também ficaram ótimos. Com chá vermelho de baunilha e alguns morangos, fiz mais uns “Ice Pops” super bonitos e saborosos. A repetir muitas vezes, sem dúvida!

Processed with VSCO

Gelados de Maçã (6 gelados)

– 5/6 Maçãs
– Água filtrada a gosto (se necessário)

1. Fazer o sumo de maçã na Slow Juicer ou usando uma centrifugadora. Juntar alguma água se gostarem do sumo mais líquido. Se optarem por um sumo comprado saltem este passo (neste caso escolham sumos 100% à base apenas de fruta e não de concentrado).
2. Colocar o sumo nos copinhos e levar ao congelador a solidificar umas 5-6 horas.
3. Na hora de tirar, passar as formas por água morna até o gelado descolar.

 

20160724_153956

Gelados de Chá Vermelho com Baunilha e Morango (6 gelados)

– 1 pacote de chá vermelho aromatizado com baunilha
– 12 morangos pequenos

1. Fazer o chá e deixar arrefecer (podem adoçar o chá ao vosso gosto com geleia de arroz ou agáve).
2. Lavar e cortar os morangos em pedacinhos pequenos.
3. Deitar o chá nos copinhos e levar ao congelador. Quando virem que os gelados estão a começar a solidificar deitar cerca de 2 morangos em cada copinho e deixar mais umas horas.
4. Na hora de tirar, passar as formas por água morna até o gelado descolar.

NOTA:  Estas formas de gelados encontram-se em qualquer hipermercado mas se não tiverem também podem fazer noutras formas compridas e quando os gelados começarem a solidificar espetam um pauzinho.